Empreendedores de Sucesso – Dicas para quem deseja ser… 1

 

O primeiro passo para quem quer empreender ainda esse ano é montar um plano e estudar o cenário atual

Quase todo o mundo já pensou alguma vez em abrir o próprio negócio. Quem nunca sonhou com essa hipótese que atire a primeira pedra. Porém, mais do que apenas se lançar no mercado com uma nova iniciativa, é preciso antes pesquisar e montar um plano de negócios que possa fazer com que você seja bem-sucedido. Além disso, é preciso ficar de olho no tipo de negócio que você pretende abrir. Será que você está abrindo um negócio que vai ser tendência para os próximos anos?

É preciso ficar atento às tendências para os próximos anos e também a alguns pontos fundamentais que determinam o sucesso para novos negócios.

Quem quer empreender deve estudar o cenário atual e as novas tendências para o futuro…

As inovações tecnológicas, ganharam seu espaço para ampliar muitissimo nos próximos anos, assim como produtos e serviços voltados aos novos consumidores, a chamada geração Millennial.

É preciso ver esse novo público como cliente em potencial, entender como eles pensam e como querem ser atendidos.

A automatização de processos também está em alta, pois a palavra da vez é otimização. “Quem quer empreender e ter sucesso, precisa começar simplificando alguns processos. Trata-se de um investimento baixo, mas com excelente retorno” dizem os Experts.

O segmento de saúde e nutrição também cresceu no último ano e a tendência é que continue em destaque nos póximos 4 a 6 anos pelo menos. Lojas de produtos naturais, supermercados focados em orgânicos e outros produtos similares são exemplos.

E-commerces também, mas para que se destaquem, é preciso que ofertem soluções e, claro, atrativos para seus clientes.

 NEGÓCIO LOCAL

Listamos abaixo 5 áreas de negócio local que devem continuar sendo boas apostas para o próximo ano. Lembre-se que falamos em termos gerais, ou seja, isso não significa que na sua cidade as chances sejam as mesmas de ser bem-sucedido. Por isso, independente da sua escolha, sempre vale pesquisar bastante, antes de apostar as suas fichas em uma nova iniciativa.

1. Alimentação alternativa

Buscar uma alimentação mais saudável sempre foi um objetivo de vida para o ser humano. Entretanto, foi somente de uns tempos para cá que esse mercado se estruturou com muita intensidade e percebeu que as pessoas estão dispostas a pagar um pouco mais por uma boa comida, desde que ela tenha de fato algum diferencial que comprove a ideia de “comer melhor para ter uma vida melhor”.

A intolerância ao glúten e à lactose, por exemplo, passaram a ser melhor divulgadas e hoje o número de pessoas que adotam dietas livres desses itens aumentou. Contudo, em muitas localidades o público que procura comidas como essas ainda não é plenamente atendido, o que abre muitas portas para que o seu negócio possa ser a solução para esse problema.

2. Coworking

A forma como trabalhamos mudou consideravelmente nos últimos anos e, com a aprovação da nova Reforma Trabalhista, o trabalho no estilo “Home Office” deve ganhar um impulso significativo a partir do próximo ano. Para os profissionais liberais, encontrar um lugar para trabalhar com todo o conforto necessário, mas que não custe uma fortuna a ponto de pesar demais no orçamento ainda é difícil.

A burocracia para se alugar um imóvel aliada aos altos preços dos alugueis faz com que muitos desistam dessa ideia. A solução pode estar nos coworkings, espaços coletivos de trabalho que oferecem a um custo menor a infraestrutura mínima de trabalho que você pode precisar. Nas grandes cidades, o número de estabelecimentos assim não para de crescer – e a procura continua grande. Afinal, muitas das contas em comum são divididas.

3. Micro cervejarias

O boom das cervejas artesanais tem a ver com o primeiro item que apresentamos aqui: uma alimentação mais saudável. O foco em qualidade de vida tem conquistado cada vez mais pessoas e o que as micro cervejarias têm feito é explorar esse filão. Cervejas de puro malte são vistas como mais puras do que as tradicionais marcas vendidas no mercado, que utilizam cereais não maltados em sua composição.

Assim, seja por meio da importação ou por meio da fabricação local, o público passou a consumir as ditas cervejas artesanais, ainda que elas custem um pouco mais caro. Não se trata de um público que está interessado em consumir grandes quantidades, mas sim que busca um produto de qualidade e é justamente aí que você pode oferecer algo diferenciado.

 

4. Mundo dos pets

Não é nenhuma novidade que o segmento de pet shops é uma boa aposta. Porém, mesmo com o grande número de concorrentes entrando no mercado, trata-se de um segmento que não dá sinais de retração.

Mesmo com crise, houve crescimento. Contudo, fique atento ao fato de que o grande número de concorrentes faz com que você tenha que criar diferenciais de verdade para poder se destacar. Ainda são poucos os lugares que oferecem grande variedade de produtos ou um atendimento mais personalizado, incluindo serviços de leva-e-traz ou atendimento em domicílio.

Por se tratar de um tipo de negócio em que a região no qual seu estabelecimento está localizado influencia muito, pesquise bastante antes de iniciar o seu negócio para não correr o risco de ir parar em uma área isolada das residências ou do comércio local.

5. Desenvolvimento de Apps para negócios

Entra ano e sai ano e o mundo da tecnologia não dá sinais de que vai deixar de ser uma tendência em alta. Para os próximos anos, não será diferente. Você se lembra da época em que todo mundo “tinha que ter” um site? Esse tempo passou e hoje ele ainda é relevante, mas não uma obrigatoriedade. Agora, muitas empresas optam simplesmente por ter uma página no Facebook e por meio dela conversam com seus consumidores da mesma forma.

Porém, para colocar a interação com seus clientes um nível acima, uma das possibilidades é a de criar um aplicativo próprio informando sobre os seus serviços. Com um app você pode fidelizar os seus clientes, oferecendo a eles promoções exclusivas ou ainda enviando notificações sempre que houver algo novo e que mereça ser destacado.

Contudo, lembre-se que um novo app deve ser prático e fácil de ser utilizado. Além disso, e, acima de tudo, ele deve fazer a diferença na vida do seu cliente e não ser apenas um meio para que ele receba propagandas. Em um restaurante, por exemplo, você pode receber pedidos pelo app, que já estarão prontos quando o cliente chegar ao estabelecimento, diminuindo o tempo de espera.

A regra é implementar, ajustar, repetir e não desanimar.

Alie-se aos melhores:

Clique no botão abaixo e faça o download do seu ebook gratuito

 

Continue acompanhando essas dicas e motivando suas ideias…

VEJA AQUI A 2ª PARTE >>

 

 

 

 

 

 

 

 

                       DICAS GRÁTIS AQUI:

  . .  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *